sábado, setembro 16, 2006

Admire as Rosas

Admire as Rosas

"O amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta
inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses,
não se irrita, não suspeita mal" (1 Coríntios 13:4, 5)

Uma senhora, retribuindo a gentileza de sua vizinha,
visita-a bem cedo, pela manhã. Foi conduzida ao seu quarto,
ainda bem desarrumado, fato que levou a amiga a pedir
muitas desculpas. A visitante, com muita simpatia e
cordialidade, interrompeu-a dizendo: "Não se preocupe com
isso, querida, eu não vim aqui para reparar nada e a única
coisa que me chamou a atenção foi esse vaso sobre sua mesa.
As rosas são lindíssimas!"

Da mesma forma que o olho vê aquilo pelo qual procura, a
alma entregue ao Senhor só consegue vislumbrar as coisas
bonitas, nobres e merecedoras de elogios em todos os homens
e mulheres.

Quando nosso coração é preenchido pelo amor, grandeza e
generosidade do nosso Deus, não terá interesse em encontrar
motivos de críticas e acusações. Pelo contrário, alheio a
esse tipo de atitude que para nada serve ou edifica,
procurará nas pessoas apenas o que há de belo e agradável a
ser destacado.

Que nosso coração, transformado e purificado pelo Espírito
do Senhor, esteja sempre trabalhando em prol do bem,
recusando-se terminantemente a desagradar ou envergonhar o
nome de Jesus.

Viva o amor. Admire as rosas!

Paulo Barbosa
Um cego na Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO