sábado, setembro 16, 2006

A Espera

A Espera

Espere, esperando a espera por esperar,
o que se ganha e o que se perde, ao procurar se encontrar.

O sentimento é uma espera na tentativa de se amar,
sou feliz quando minha imagem se reflete na magia do seu olhar

A essência do encanto revigora em sua alma livre,
pois a sua voz é o meu desejo, o seu corpo o meu crime.

Pinte você mesmo em um quadro e serei a sua moldura,
na espera de ser sua mulher, sua amiga... sua mais forte armadura.

O sonho é a maior busca no império da ilusão,
nos abrigamos dos seus riscos, no campo da razão.

O que resta é a emoção camuflada por trás
da minha clara voz... ao declararmos sem medo,
que na mais escura das noites, já não há distância entre nós.

Juntos somos um álibi, mergulhados em um ato de vigor;
Provamos isso a todos... quando espalhados pelo chão,
deixamos vestígios do nosso amor.

Uma palavra, um olhar... a espera da esperança,
meu corpo está envolvido pelo seu perfume, e sua lembrança.

Na dúvida de um dia esta batalha cessar,
não tente esconder aquilo que mais tarde o tempo irá confessar.

Você é meu destino... por ti lutei, lutaria e morreria,
visto que nas margens do sentindo, apenas o nosso amor sobreviveria.

Você não precisa mais esperar,
pois já sabe que sou sua... e para sempre irei lhe amar.
AD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO