sexta-feira, setembro 15, 2006

"PAPEL AMASSADO"


"PAPEL AMASSADO"

Quando criança, era impulsivo e reagia a menor provocação.
Depois, sentia-me envergonhado e me esforçava para consolar a quem tinha ofendido.
Um dia, meu professor me viu pedindo desculpas depois de uma explosão de raiva
e me entregou uma folha de papel lisa ordenando:
"Amasse-a!" Obedeci e fiz com ela uma bolinha. "Agora, deixe-a como estava antes", disse ele.
Claro que não pude deixá-la como antes. Por mais que houvesse tentado, o papel ficou cheio de pregas.
Meu professor então ensinou:
"O coração das pessoas é como esse papel.
A impressão que deixamos neles é tão difícil de apagar como esses amassados.
"Assim aprendi a ser mais compreensivo e mais paciente. Agora quando fico irritado,
penso sempre naquele papel amassado.
[recebi este texto sem autor]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO