segunda-feira, setembro 01, 2008

E se eu pudesse entrar na sua vida?






E se eu pudesse entrar na sua vida?
Eu teria liberdade de ação?
Poderia ver-te, sem pressa, todo dia?
Poderia abraçar-te?
Sentir o teu corpo no meu?
Sentir a tua mão na minha?
Não sentir meus pés no chão?
Não sentir o mundo à volta?
Subir no teu colo e ser em teus braços envolta?
Eu teria acesso à tua intimidade?
Poderia usar tuas roupas íntimas?
Sujá-las? Lavá-las?
Perfumá-las com meu cheiro?
Dormir contigo sob um lençol macio?
Sob paz?
Sem culpa? Sem crise?
Nem cobrança, nem medo?
E não pensar em mais nada?
Deixar rolar? Viver o momento?
Seria eterno? Seria pleno?
Seria infinito? Seria maldito?
Haveria segredos? Haveria disputas?
Seria mágico ou trágico?
Seria encanto ou pranto?
Seria errado? Seria certo?
Seria breve ou completo?
Como seria?
E se eu pudesse entrar na sua vida?

(Monique Frebell)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO