quarta-feira, dezembro 10, 2008

Hoje, choro…


Choro por amor, choro por amar…
Choro pelo ardor que é o abandonar.
Choro pela dor que é perder alguém que já se tinha perdido há muito…
Choro por não me ter dado conta da felicidade que era fazer parte da tua vida e ter-te perdido por ignorância minha…
Choro pela desilusão de me ter desiludido e ter-me prendido num emaranhado de sentimentos e pensamentos sem razão aparente…
Choro por não ter tido a ambição de querer ser feliz e apenas querer permanecer no passado…
Choro por não ter lutado contra a minha passividade e ter perdido a pureza da minha alma…
Choro por não ter querido dar-me a oportunidade de sorrir a abraçar o teu amor…
Choro por não ter acreditado em ti quando devia e sabia que o devia fazê-lo…
agora que não te tenho comigo, choro pela tua ausência que apenas me dá vontade de me isolar do mundo…
livre para a solidão…
enfeitiçado pelo ódio e comoção…
traído pela raiva e paixão…
abandonado pela mente e coração…

Choro apenas porque choro e porque no choro encontro a força e conforto para resistir aos fantasmas que me atormentam durante o sono…
Choro porque sonho contigo e sei que não há pesadelo maior que sonhar com o que não se pode ter…
Choro…
Choro…
Choro…
Chorarei até me esgotarem as forças e esquecer a triste realidade que é viver sem ti…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO