sábado, setembro 16, 2006

Olha no teu jardim...

Olha no teu jardim...


OLHA no teu jardim as rosas entreabertas,

e nunca as pétalas caídas;
OBSERVA em teu caminho a distância vencida

e nunca o que falte ainda;
GUARDA do teu olhar os brilhos de alegria

e nunca as névoas de tristezas;
RETÉM da tua voz risadas e canções

e nunca os teus gemidos;
CONSERVA em teus ouvidos as palavras de amor e nunca as de ódio;
GRAVA em tua pupila o nascer das auroras

e nunca os teus poentes;
CONSERVA no teu rosto as linhas do sorriso

e nunca os sulcos do teu pranto;
CONTA aos homens o azul das tuas primaveras

e nunca as tempestades do verão;
GUARDA da tua face apenas as carícias,

esquece as bofetadas;
CONSERVA de teus pés os passos retos e puros, esquece os transviados;
GUARDA de tuas mãos as flores que ofertaram,

esquece os espinhos que ficaram;
De teus lábios CONSERVA as mensagens bondosas,

esquece as maldições;
RELEMBRA com prazer as tuas escaladas,

esquece o prazer fútil das descidas;
RELEMBRA os dias em que fostes água limpa,

esquece as horas em que foi brejo;
CONTA e mostra as medalhas das tuas vitórias,

esquece as cicatrizes das derrotas;
OLHA de frente o sol que existe em tua vida,

esquece a sombra que fica atrás;
A flor que desabrocha é bem mais importante

do que mil pétalas caídas;
E só um olhar de amor pode levar consigo calor

para aquecer muitos invernos;
A bondade é mais forte em nós e

dura muito mais do que o mal

que nós mesmos praticamos;
SÊ OTIMISTA, e não te esqueças de que...
É NO FUNDO DA NOITE SEM LUAR

QUE BRILHAM MUITO MAIS

AS ESTRELAS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO