quarta-feira, outubro 11, 2006

Por que sofrer?



Por que lamentar o dia nublado, se amanhã o sol retornará glorioso?
Por que entristecer-se com o rigor do inverno, se a primavera está à espreita para abrir-se toda em cores e amores?
Por que viver reprisando nefastas lembranças do passado, se a vida aí está à nossa frente e urge em ser aproveitada?
Por que fechar o coração a novas conquistas, se nascemos para amar, amar... e amar?
Por que insistir no frio da solidão e não curtir o calor de um aconchego?
Por que isolar-se do mundo e não se abrir à salutar convivência de amizades verdadeiras?
Por que entregar-se ao desânimo do aperto financeiro, se temos em nós todo o potencial para enfrentar desafios?
Por que viver obcecado pelo problema de saúde de hoje e não projetar-se no otimismo - que é o caminho para a cura de todos os males?
AD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO