quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Amor que não se doa não é amor...


Não importam os motivos, se não há aquele brilho no olhar então não existe amor.

E se ele não te pega com paixão, não te joga na parede e dá aquele trato, então não há amor. Tudo bem que ele esteja passando por uma fase de estresse e não esteja dando no couro, mas é preciso que ele compense a falta de sexo com carinho, companheirismo e até mesmo o calor do seu colo quando sentir o gosto da derrota.

Sim, o amor deve existir até mesmo nas piores situações, pois quem ama valoriza o que ainda lhe dá paz, e se apega à este porto seguro. Ah, e como é bom saber que apesar de tudo encontraremos um sorriso, um abraço apertado da mulher que amamos.

Por isso, se depois que ele entrou numa merda de dar pena, resolveu se encafifar num cantinho escuro, não te procura mais e nem atende seus telefonemas, então ele não acha que seu amor é necessário.

Amor se demonstra, não existe este papo de esconder os sentimentos.

Quem ama quer ser notado pelos olhos da pessoa amada, porque é na certeza do amor correspondido que encontramos força para lutar, vencer os obstáculos da vida, sejam emocionais ou financeiros.

Quem ama quer estar junto, jamais aceita a distância.

Se ele quase não aparece, se mal liga pra saber como vai sua vida, então não existe amor. Não existe amor de ocasião, do tipo que ele ama só quando estão juntos. Aí é fácil dizer que você é a mulher de sua vida, que não te esquece e outras babaquices!

Pombas, se ele não consegue esquece-la por que te deixa largada durante um século ( e a bobona ainda se presta a este tipo de situação, não é mesmo?), aparece quando está sem ninguém pra levar pra cama, joga um papo furado, te dá um picote chinfrim, e depois some.

O amor não precisa de palavras para ser demonstrado, mas é necessário que existam atitudes, como ser carinhoso, trocar os "eu te amo" por um beijo apaixonado. Não existe esta conversa fiada de que ele ama sem ternura, que o amor que ele sente é frio, pois amor é fogo, nunca gelo, descaso...distância.

Quem ama quer o bem, espera e trabalha para ajudar o outro, jamais usa o amor para privar e maltratar.

Se um homem impoe como condição para ficar ao seu lado que deixe de estudar, que pare de trabalhar, ou até mesmo tente proibi-la de ter amigos, então ele não te ama!

Não entra nestas de achar que ele é só um pouco ciumento, isto é coisa de mulher iludida. E que porcaria de ilusão é esta de achar que quem quer o seu mal pode te amar, não é mesmo?

Entenda uma coisa: amar é ficar feliz com sua formatura na universidade, é festejar um aumento de salário, incentiva-la a vencer, jamais ser um machista chantagista de merda.

E o amor tem que ser feito com amor, com aquele tesão que vem do fundo do coração, aquela coisa bem simples, como beijinho na periquita te dar um choque na espinha. De nada adianta ele fazer centenas de posições, achar o seu ponto G, mas ser incapaz come-la com o coração.

Agora, ir para cama com um cara que nem sente tesão já é muita barra.

Se ao menos ele sentisse tesão ainda dava pra você confundir o desejo carnal com amor. Mas dar um picote com um boneco de gelo e ainda acreditar que existe amor já é caso de internação.

Você não tem um homem, meu bem! Acorda! No máximo tem um robozinho, um macho treinado que faz tudo direitinho, mas não tem alma!


E para existir amor tem que haver amizade, isto é fundamental.

Se vocês nunca batem papo, se não dão risadas das piadas que contam, se nunca não vão juntos para as baladas, não dividem uma mesa de bar pra tomar aquela cervejinha gelada, enfim, se ele não é seu melhor amigo, esqueça!

Amor, antes de tudo é admiração.

E aí? Por acaso tem se sentido admirada ultimamente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO