domingo, setembro 17, 2006

Só porque vinhas
Escolhi entre as minhas,
A rosa mais bela para te dar...
Enfeitei de luzes a minha rua
Para te esperar,
Enchi de calor a minha sala
Para te receber,
Juntei minhas mãos, em prece,
Para agradecer,
Escrevi um poema de amor
Para te dizer
E inundei os meus olhos de alegria
Para te reencontrar!

Mas... as horas foram passando lentas
Sem que viesses,
E a minha rosa foi se desfolhando
Sem te conhecer,
A minha rua foi ficando escura
Sem te iluminar,
A minha sala foi ficando fria
Sem te aquecer,
E o meu poema foi ficando mudo,
Sem nada falar,
As minhas mãos foram se afastando
Sem poder rezar, ...
E os meus olhos tristes
Foram se fechando
Para eu não chorar!
(by: Maria José Aranha de Rezende)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE SAIR DEIXE SEU COMENTÁRIO